Ver uma cidade pela janela do avião, do helicóptero ou do topo de um edifício bem alto — de preferência sem construções vizinhas — sempre nos dá uma nova perspectiva da paisagem, do entorno, do contexto da cidade. E com os drones, essas levíssimas máquinas voadoras com câmeras fotográficas que conseguem ficar completamente imóveis a até 500 metros de altura, as imagens são ainda mais impressionantes. O perfil Do.Alto tem feito um belíssimo trabalho de fotografar a cidade de São Paulo, literalmente do alto, para mostrar a beleza dos desenhos dos principais pontos da cidade a partir de pontos de vista quase inacessíveis ao nosso olhar.

DRONE NÃO É BRINQUEDO

O engenheiro civil Renan Pissolatti é de Campinas mas, ao trabalhar num projeto em São Paulo, aproveitou sua paixão por fotografia e tecnologia para conhecer a cidade também pelos “olhos” do seu drone, que não pesa nem dois quilos. “Mas drone  não é brinquedo. É um aparelho que pode causar acidentes aéreos, tanto por contato quanto por usar rádio-frequência, também usado por pilotos de aviões e helicópteros para se comunicarem com as torres (a polícia federal apreende todos os drones  que viajantes tentam trazer na mala para o Brasil); as hélices podem machucar bastante uma pessoa; e se você não souber planejar o ‘voo’, ele pode bater em algum lugar, quebrar, e o custo é sempre alto: um drone simples, de entrada, custa a partir de R$ 7 mil.”

LOCALIZAÇÃO PRECISA

Mas o mais interessante do processo é a precisão com que se consegue determinar a localização do drone, que utiliza o GPS (Global Positioning System): “Você determina as variáveis como altura e local e o drone  fica ali, completamente imóvel no ar. Se houver vento e ele for arrastado para fora do seu ‘local’, as hélices se movimentam de forma a compensar a força do vento, e levam o drone  de volta para o lugar previamente determinado”, diz Renan. “O trabalho de enquadramento que faço depois nos softwares  de edição é mínimo”, complementa. A intenção do engenheiro, no entanto, não é apenas fotografar São Paulo, apesar de o perfil já estar bastante associado à cidade. “Como trabalho em projetos em todo o Brasil, vou fotografar onde estiver”.

Apesar de resultar em fotos belíssimas (veja a galeria abaixo), só seria melhor se a gente conseguisse pairar no ar, como os drones, para ver tudo isso com nossos próprios olhos.

Para seguir o perfil do Do.Alto no Instagram e acompanhas as novas fotos do Renan, é só clicar aqui: instagram.com/do.alto

sao-paulo-fotografias-drone-do-alto-1A ponte estaiada na Marginal Pinheiros com a Avenida Roberto Marinho. Imagem: Do.Alto

sao-paulo-fotografias-drone-do-alto-2O Obelisco, monumento erigido no Parque do Ibirapuera, em memória dos combatentes da Revolução de 1932. Imagem: Do.Alto

sao-paulo-fotografias-drone-do-alto-3O Monumento à Independência em frente ao Museu do Ipiranga. Imagem: Do.Alto

sao-paulo-fotografias-drone-do-alto-4O final da Avenida Paulista com a Consolação. Imagem: Do.Alto

sao-paulo-fotografias-drone-do-alto-5O Parque Trianon, a Avenida Paulista, o MASP e a Avenida Nove de Julho. Imagem: Do.Alto

sao-paulo-fotografias-drone-do-alto-6O Museu do Ipiranga e seus jardins. Imagem: Do.Alto