No mundo da criação existem obras que resumem de maneira brilhante o espírito de uma época. Na música, na literatura e nas artes plásticas, as chamamos de obras-primas; no mundo do design, podemos chamá-las de clássicas ou atemporais. Muitos designers  nos brindaram com tais clássicos ao longo de todo o século 20 (Charles & Ray Eames, Gerrit Rietveld, Le Corbusier, Verner Panton, Ludwig Mies van der Rohe, apenas para citar os mais óbvios); época em que ideias individuais sobressaíam (com exceção do coletivo-escola Bauhaus). Nos séculos anteriores, ateliers  de artesãos criavam novos estilos para a nobreza e a burguesia em busca de beleza e harmonia (e também para demarcar o estilo de cada novo monarca), em peças de artes decorativas trabalhadas à mão, uma a uma. Ainda fazem sucesso hoje o estilo dos Luíses (os reis franceses Luís 14, 15 e 16), o estilo Império (com seu luxo napoleônico), o estilo Biedermeier (com suas linhas mais limpas, mas não menos elegantes), o Regency, o Art Nouveau, o Art Déco. Sem falar nas antigas tradições orientais.

Mas, o que falar de uma cadeira, criada nos anos 1700, que reflete o estilo colonial norte-americano? Apesar de criada na Inglaterra, a cadeira Windsor é um desses clássicos do design – e símbolo dos valores protestantes e provincianos dessa época – que mobilia até hoje as casas de sofisticados norte-americanos.

Com um desenho delicado, leve, toda vazada e usando diferentes madeiras (umas mais flexíveis como o bordo – ou maple, em inglês – que são utilizadas para confeccionar as parte mais finas, e outras mais duras, como o pinheiro e o carvalho, madeiras de clima temperado utilizadas para confeccionar o assento), a Windsor, apesar da aparência frágil, é resistente e possui desenho e tecnologia inovadores para a época; e continua sendo muito agradável ao olhar. Ganhou diversas variantes ao longo dos tempos (com e sem apoio para os braços, com espaldar alto ou baixo e em diferentes formatos), mas sempre com suas finas madeiras servindo de apoio para as costas.

Você não consegue imaginar o casal abaixo sentado em cadeiras Windsor?

Grant_Wood_-_American_Gothic_-_Google_Art_Project

Grant Wood, American Gothic (1930), uma das mais famosas pinturas feitas nos Estados Unidos, exposta no Art Institute of Chicago.

[nggallery id=29]