Jun Sakamoto: Um dos melhores e mais cerimoniosos sushi de São Paulo (mas que serve salmão chileno de cativeiro)

O destaque da noite — junto com o pargo (tai), com shiso  e umeboshi, que eu amo — é sempre o ootoro, a barriga gorda do atum bluefin, que vem do Mediterrâneo. O peixe é “caçado” no mar e levado para um cativeiro até ser abatido. Imagem: Shoichi IwashitaO endereço é um só — uma casinha na rua Lisboa quase esquina com a Rebouças, sem nome e com o portão fechado, ou seja, praticamente invisível — e, apesar de contar com apenas 36 lugares, é como se fossem dois restaurantes em um. No primeiro, a experiência mais...