Imagine um jantar em que são servidas releituras de pratos da cozinha japonesa — incluindo um sukiyaki vegetariano — em pratos de cerâmica desenhados por Hideko Honma especialmente para cada receita. Que, além de contar com apresentações de música e butoo (essa dança-performance criada no fim dos anos 1950 que é quase uma experiência transcendental), você ainda estará colaborando com duas associações: uma que cuida de idosos em situação vulnerável e outra de educação para crianças com necessidades especiais. Assim será a 13ª edição do Sukiyaki do Bem, um jantar beneficente que acontece nesta sexta-feira, dia 13 de setembro, às 20h, no hotel Tivoli Mofarrej, nos Jardins, em São Paulo.

Mas o evento que anteriormente contava apenas sukiyaki — esse caldo preparado à mesa em uma panela de ferro com muitas verduras, legumes e, geralmente, carne — se transformou em um jantar com várias receitas criadas por chefs convidados. Esse ano, por exemplo, o chef André Saburó criou um atum defumado em bancha, servido com dashi de tucupi amarelo, aïoli de miso com tucupi negro e lâminas de quiabo, e o chef pâtissier César Yukio, do Aizomê, criou uma mousse de caramelo com miso e amêndoas. O serviço de harmonização de bebidas leva a assinatura de duas feras nikkei: a sommelière de sake Yasmin Yonashiro e a consultora de bebidas Caroline Oda.

O ingresso para o jantar custa R$ 600 por pessoa e, além da comida, da bebida e das apresentações culturais, cada convidado ainda leva para casa duas cerâmicas, uma confeccionada por Hideko e outra por seus alunos. A renda do jantar é revertida para duas associações: a Ikoi-no-sono, que cuida de idosos em situação de vulnerabilidade, e a Associação Travessia, uma escola para crianças e adolescentes com necessidades especiais.

SERVIÇO:
O edição de 2019 do Sukiyaki do Bem acontece em São Paulo na sexta-feira, dia 13 de setembro, às 20h, no Hotel Tivoli Mofarrej, que fica na Alameda Santos, 1437, quase esquina com a Rua Pamplona.

O ingresso custa R$ 600 e pode ser comprado no Atelier Hideko Honma: Avenida Jacutinga 434, Moema; de segunda a sexta, das 9h às 18h, e sábado, das 9h às 17h; telefone + 55 11 / 5042-4450 ou 5042-4459. E também na Assistência Social Dom José Gaspar Ikoi no Sono, na Rua São Joaquim 381, 4º andar, sala 42, Liberdade; de segunda a sexta, das 8h30 às 17h30; telefone +55 11 / 3208-7248.

LEIA TAMBÉM:

— Jun Sakamoto: Um dos melhores e mais cerimoniosos sushi de São Paulo (mas que serve salmão chileno de cativeiro)

— Guia gay de Tóquio: Tudo o que você precisa saber sobre esse universo paralelo onde nem sempre o estrangeiro é bem-vindo, mas nem por isso é menos divertido

— Sukiyabashi Jiro Honten: O melhor sushi da vida (mas o mais caro minuto em um restaurante)

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10