Eu vejo as pessoas tirando sarro dos fãs da Lady Gaga, mas eu acho ótimo que essa novíssima geração tenha Gaga, Restart, Cosplay ou, mesmo, drag queens  ícones que continuem a simbolizar a liberdade de estilo, a falta de escrúpulos no uso das cores e dos materiais, a questionar as noções de masculino-feminino, noite-dia, elegância-cafonice. O mundo é bem mais divertido desse jeito.