Apesar do ambiente casa-de-sucos-à-beira-da-praia, a Frutaria São Paulo tem preços de restaurantes de cidade grande. Mas, a proximidade do Parque do Ibirapuera faz do lugar a parada perfeita para uma agradável refeição, açaí ou suco pós-atividade física no parque. Com um cardápio repleto de opções saudáveis (frango orgânico, arroz integral, quinoa, verdes, e muitas, muitas frutas), os pratos são saborosos e bem preparados. Minha única restrição é sobre a maneira como eles montam os pratos; tudo sempre vem separado e um pouco difícil de comer.

E acontece também com o açaí: na tigela, só vem o açaí (que você pode escolher entre o comum e o premium, o “tipo A”, com o menos guaraná). Se você pedir os acompanhamentos (eu sempre peço, por exemplo, banana, leite em pó e paçoca), eles vêm todos em tigelinhas separadas. Aí, preciso pedir uma tigela maior, pra misturar tudo e comer do jeito que gosto. E aí vem a questão do sabor e do valor do conjunto. Você vai pagar R$ 19,00 pelo açaí A médio com 400 ml, R$ 3,50 por um pouco de leite em pó, mais R$ 3,50 pela banana fatiada, mais R$ 3,50 pela paçoca, o que deixa o açaí caro e você acaba não comendo todos os acompanhamentos porque a quantidade dos complementos que vêm para um açaí pequeno, de 300 ml, é a mesma que para um grande, de 500 ml. Por isso, o ideal é que duas ou três pessoas peçam açaí e se compartilhe os caros complementos.

Mas, se gastar R$ 100 por pessoa numa refeição pós-parque numa “frutaria” não é problema, a Frutaria São Paulo é uma opção, digamos, sofisticada para a sua proposta: as comidinhas são saborosas, os sucos e os smoothies são deliciosos, o lugar é agradável e você pode estacionar sua bicicleta na entrada.

[nggallery id=31]