Paulistano adora dizer que algo é – geralmente quando ainda é novidade ou quase ninguém conhece – o “melhor” da cidade. Pode ser hambúrguer, risoto, negroni, you name it. A sorveteria Frida & Mina é o novo “melhor sorvete de São Paulo” (ah, a edição Comer & Beber 2013/2014, prêmio da Veja, concedeu o prêmio máximo para a casa, o que aumenta um pouco a histeria).

Na esquina da Joaquim Antunes com a Artur de Azevedo, em Pinheiros, a Frida & Mina é uma charmosa e criativa opção ao boom  de sorveterias que preparam o cremosíssimo gelato italiano (já são oito unidades Bacio di Latte na cidade em apenas dois anos de existência, sem falar na Puro Gusto e na Casa Elli que abriram recentemente nos Jardins, na Cuor di Crema e na Vipiteno, no Itaim, entre algumas outras). O sorvete que eles preparam é mais consistente (por isso dá pra fazer a “bola” perfeitinha) e, apesar de ter um balcão pequeno, com poucas opções (geralmente com oito, nove sabores, no máximo), alguns parfums  são bem interessantes, como o de cerveja com chocolate (bem bom), caramelo com flor de sal (a versão do beurre salé, sabor tão tradicional francês), chá preto (delicioso, porque não é muito doce), morango balsâmico (bom também), crocante de macadâmia e açúcar mascavo com noz pecã (um dos preferidos). Mas, o destaque mesmo é a casquinha artesanal feita com farinha orgânica na própria casa (sempre tem alguém na cozinha preparando-as, que a gente consegue ver pela janela quando se está na fila do caixa), por isso, na Frida & Mina, nada de copinho. Sorvete sempre na casquinha. O café, também diferentemente das outras casas, não é espresso; é coado e servido numa canequinha de porcelana, nas versões simples e duplo. E assim como nas outras sorveterias de qualidade, os sorvetes não têm conservantes, corantes ou emulsificantes.

A casa, apesar de pequena, é charme puro. Ao lado do balcão do sorvete, tem uma torneirinha com água potável onde você pode se servir à vontade, sem nenhum custo (pegue os copos no móvel; na bandeja sobre ele ficam os copos usados). No primeiro andar, uma salinha com ampla janela com vista para a rua é o lugar perfeito para saborear seu sorvete e tomar seu café. Sofá, mesas e cadeiras rústicas decoram o ambiente.

Com a indiscutível qualidade das sorveterias abertas nos últimos anos em São Paulo, é bem difícil dizer – se é que é possível – qual a melhor sorveteria da cidade. Prefiro dizer que a Frida & Mina é mais uma ótima opção de sorvetes bons na cidade.

A única coisa ruim é que eles não abrem aos domingos.

[nggallery id=42]