É imperativo que você contrate um seguro-viagem para eventuais despesas médicas antes de sair do Brasil. Se problemas de saúde podem acontecer a qualquer momento, as chances crescem consideravelmente quando se viaja para praticar um esporte que envolve quedas durante o aprendizado (tem os escorregões no gelo que você pode levar andando pelas ruas também). Mas não se atenha a esses que os cartões de crédito oferecem quando você compra as passagens usando o cartão (apesar de cumprirem com os requisitos do Tratado de Schengen), pois eles só reembolsam as despesas médicas depois que você voltar de viagem (e é toda  uma burocracia, e as despesas que você terá de pagar no hospital não são NADA baratas — ainda mais longe da cidade, no meio da montanha, em euro — e você ainda corre o risco de não ter limite no cartão de crédito para pagar a conta). Por isso, sempre contrate o seguro de alguma empresa especializada em viagens que inclua prática de esportes de inverno no contrato. Em último caso, se você descobre que o seu seguro-viagem não cubra a prática de esqui quando você já estiver lá, você pode contratar na própria Croisette (o centro de onde saem os teleféricos de Courchevel ) um seguro complementar, o Carré Neige, que custa € 2,80 por dia ou € 22,40 por oito a 21 dias consecutivos (crianças até 13 anos pagam € 2,40 por dia). Em Courchevel mesmo não tem hospital (o mais próximo fica em Moûtiers, a 24 quilômetros do vilarejo), mas conta com várias clínicas com médicos especialistas em traumatologia do esporte (tem dentistas também). Para os muito preocupados com saúde durante viagens como eu, é sempre bom saber disse.

ONDE ALUGAR ESQUIS EM COURCHEVEL?

L'Atelier CourchevelUma das primeiras coisas a fazer ao chegar é providenciar os equipamentos que você vai usar nos próximos dias. Ir até uma loja que aluga esquis, provar a bota, escolher o capacete e os esquis (o tamanho dos esquis variam de acordo com a sua altura e há opções para esquiadores iniciantes ou avançados), informar o tempo que você vai usá-los (se algumas horas, apenas um ou cinco dias). Você pode levar tudo para deixar no ski room  do seu hotel (o uso dos lockers  para guardar seu equipamento não é cobrado) ou, então, deixar reservado na loja e pegar no dia seguinte pela manhã, quando você for esquiar. Se fizer isso, ótimas e muito bem localizadas são as lojas L’Atelier (foto acima) e a Jean Blanc Sports, que ficam do ladinho da Croisette (as duas lojas ficam uma ao lado da outra). No dia que você for esquiar, você vai até a loja, coloca a bota e o capacete (deixa o seu tênis lá), pega os esquis e os bastões, e é só atravessar a rua e você já estará na pista quase na boca dos teleféricos (ninguém merece ficar andando pela cidade com aquelas botas duras e pesadas e carregando os esquis nos ombros). Para a locação, a loja pede o seu cartão de crédito como garantia e é bom também fazer um seguro contra roubo e estrago. Na L’Atelier, eles cobram € 4 por dia, com cobertura total; se acontecer qualquer coisa, não precisa pagar nada (mas tem opções de seguro mais baratas, com pagamento de franquia em caso de sinistro). Para equipamento de iniciantes, calcule gastar € 30 por dia (esquis, bota, bastões e capacete + seguro).

MAS SE VOCÊ ESTIVER HOSPEDADO EM UM HÔTEL-PALACE…

Serviço de esqui do Les AirellesNo Les Airelles (foto acima), por exemplo, você pode comprar as roupas e alugar seu equipamento no próprio hotel (eles têm uma boutique  com ótimas marcas de roupas e de esquis, e também grande variedade de esquis para locação, caso você queira experimentar cada dia um diferente). Como o hotel tem acesso direto à pista, depois do café da manhã seus esquis já estarão colocados na pista com uma bandeirinha com o número do seu quarto. Enquanto isso, no ski room, um pajem vestido de caçador alpino (todo mundo no hotel veste roupas típicas, é bem fofo) vai esquentar suas luvas e suas botas de esqui antes de acompanhar você até o seu instrutor (ele vai esquiando junto com você); e ainda vai cuidar e armazenar todas as suas coisas quando você voltar — te esperando com um chá ou um chocolate quente — para que no dia seguinte tudo esteja pronto de novo. Quase todos os cinco estrelas de Courchevel — não só os palaces — oferecem ótimo serviço de aluguel e manutenção de esquis no próprio hotel, sendo que você não vai precisar sair para alugar os equipamentos. Mas a locação nesses hotéis é mais cara: calcule entre € 60 a € 182 por dia, para esquis, botas, bastões e capacete + seguro.

AS ROUPAS PARA ESQUIAR

Se é a primeira vez que você vai esquiar, e em Courchevel, saiba que, diferentemente de algumas estações de esqui da América do Sul, você terá de comprar as roupas adequadas para o esporte, pois as lojas só alugam os esquis, as botas, os bastões e o capacete. Por motivos de saúde e higiene, você terá de comprar as luvas, a calça e a jaqueta (e aí, você encontra uma calça de esqui, por exemplo, de € 170 na L’Atelier a € 1650 na Loro Piana), todas impermeáveis (não se esqueça de que neve é água e ficar com a roupa molhada no frio não é NADA agradável) e levar as roupas de baixo (camisetas de manga longa de microfibra, meias térmicas etc.).

PROTEJA OLHOS, OUVIDOS, BOCA E PELE PARA NÃO SOFRER

E há outras importantes proteções: 1. para os olhos, se você não tiver um goggle  mas for iniciante e não for fazer acrobacias, pode usar seus óculos escuros, sem problemas (o goggle, no entanto, fica preso ao rosto caso você leve uma queda mais radical e a radiação é muito forte na neve, se você não proteger os olhos, eles começam a doer); 2. para a boca, leve sempre com você um protetor labial poderoso e passe várias vezes ao longo do dia (a boca fica muito ressecada e quando racha, dói); 3. para os ouvidos, leve sempre um protetor ou use um gorro que os cubra, já que o vento frio, especialmente quando você pega mais velocidade, pode deixá-los sensíveis e a dor nos ouvidos dá dor de cabeça; e 4. para a pele, protetor solar FPS 50, já que o Sol queima, o frio queima, e você não vai querer ir jantar com a cara toda queimada e a região dos olhos branca como um panda. Ah, leve sempre uma garrafinha de água, uma barra de cereal, um gel de carboidrato para repor as energias durante o esqui. Lá em cima não tem bebedouro, não tem lojinha, só restaurantes ski-in-ski-out  aonde você pode ir para beber alguma coisa. Leve também o mapa no bolso para saber quais pistas você pode ou não pode ir de acordo com o seu nível (não adianta pegar o primeiro teleférico pela frente e sair numa pista preta, que é a mais difícil e inclinada, se você for um skieur  iniciante).

COMPRANDO O SKI PASS

Para usar toda a estrutura de bondinhos e teleféricos que vão te levar para as pistas, é preciso que você tenha o Ski Pass, que você compra na bilheteria da Croisette, o centro de Courchevel 1850, de onde chegam e partem os teleféricos. Mas é preciso decidir se você vai querer esquiar apenas em Courchevel (que inclui aí as pistas de Courchevel 1850 a Courchevel Le Praz (1330), passando por Courchevel Village (1550) e Courchevel Moriond (1650), ou se vai querer esquiar em todos os Três Vales, que incluem também pistas em Méribel, La Tania, Val Thorens e Menuires (é tanta pista que você pode passar sete dias esquiando sem passar pelo mesmo lugar duas vezes). Para esquiar nos Três Vales, o preço do Ski Pass para seis dias é de € 289 para adultos e € 234 para crianças entre 5 e 13 anos de idade. Para esquiar apenas em Courchevel, o passe fica mais barato: € 245 para adultos e € 196 para crianças. Mas, além das áreas esquiáveis, são muitas as opções de pass: se você for passar apenas um dia, você pode comprar apenas para a manhã ou a tarde ou o dia todo (tem também o Minipass, para iniciantes que só queiram brincar nas áreas mais seguras por € 27, um único dia); se estiver viajando com família ou amigos, tem pass  para grupos (sai mais barato por pessoa); e tem até passe para pedestres que querem conferir a vista no topo das montanhas. Para conhecer todas as opções, é só clicar aqui. Aí, é só colocar o seu cartão no bolso na calça e da jaqueta para as catracas abrirem (nem precisa tirar do bolso; com as luvas e os esquis essa seria uma operação um pouco difícil).

CONTRATANDO UM INSTRUTOR

Aluguel-esqui-courchevel-ski-pass-1200-3Se é a sua primeira vez na neve (seja em Courchevel ou Lech), contratar um instrutor é fundamental: esquiar não é passear no bosque, você não vai nem conseguir andar direito com os esquis nos pés (vai ter de aprender técnica para andar, técnica para frear, técnica para não sair deslizando quando quiser ficar parado). Sem falar que, mesmo que você tenha já alguma experiência com esqui, é sempre interessante contratar um instrutor, que conhece profundamente todas as pistas, para te mostrar tudo, explicar, dar conselhos (ainda mais em Courchevel, que tem 150 quilômetros de pistas; se considerarmos os Três Vales, são 600 quilômetros). Na Croisette (o mesmo lugar onde você vai comprar seu Ski Pass), fica a filial de Courchevel da École du Ski Français, com mais de 500 instrutores certificados (na foto, eles com seu uniforme), muitos dos quais falam português (mas é preciso reservar as aulas com antecedência pelo site). Tem vários formatos de aula, sempre em horários fixos. A aula particular que dura 2h30 começa às 9h30 e vai até meio-dia e custa a partir de € 234 (esse preço é por dia se você reservar quatro aulas em dias consecutivos, no mesmo horário); a que dura quatro horas, das 9h30 às 13h30 (a partir de € 344), e é, pra mim, a quantidade de ideal de horas com um instrutor (dá pra fazer as coisas com calma, sem se cansar muito); mas também tem opções de duas horas e de seis horas e meia. Uma vez com o seu instrutor, converse sobre seu nível, conte suas experiências anteriores, o que você quer fazer, se tem alguma pista que você gostaria de conhecer etc. Ah, tem também aulas para crianças de até três anos de idade (é a coisa mais FOFA) e também para crianças entre 8 e 12 anos.

PREPARE-SE PARA A VIAGEM FAZENDO EXERCÍCIOS

Chegar para esquiar sem nenhum condicionamento físico tornam as coisas mais complicadas. Por isso, dois meses antes da viagem, é bom ir para a academia, fazer musculação para fortalecer as pernas, atividades aeróbicas, alongamento.

AINDA TEM DÚVIDAS?

O escritório de turismo de Courchevel fica em frente a uma das saídas da Croisette e lá tem um balcão com atendentes que podem prestar qualquer informação de que você precisar. Durante a temporada, fica aberto todos os dias, das 9h às 19h.

CONFIRA TAMBÉM:

— Courchevel: Como uma vila construída no nada se tornou uma das estações de esqui mais luxuosas do mundo

— Courchevel: Quando ir e a melhor maneira de se chegar lá

— Courchevel: A melhor região e como escolher o seu hotel

— Courchevel: Hôtel des 3 Vallées, hotel design bem no centrinho do vilarejo

— Courchevel: A gastronomia savoyarde e duas dicas de restaurantes que não custam uma fortuna

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10