• CONTINENTE

  • PAÍS

  • REGIÃO | ESTADO

  • CIDADE

  • ESTILO

  • CARACTERÍSTICAS

  • NÍVEL DE PREÇO

  • ÉPOCA

  • BAIRRO

  • IDIOMA

Hotéis, O mundo dos

Nizuc Resort: O hotel-destino na Riviera Maia onde comer é delicioso e visitas diárias ao spa são obrigatórias

Chegar ao Nizuc Resort & Spa é fácil, e ficaria ainda mais fácil se voltassem os voos diretos de São Paulo e Rio para Cancún CUN (a Gol começa em junho de 2019 voos diretos partindo de Brasília BSB, mas no Boeing 737 Max 8 — o dos acidentes em Jakarta e Addis Ababa —, só com as classes econômica e premium economy e em voo diurno na ida; melhor opção é com a Aeromexico, também em voo diurno com destino à Cidade do México MEX, mas em um Boeing 787 Dreamliner). Bastaria um voo de oito horas, imagina. Apesar de vizinho...


Fasano Belo Horizonte: Com Gero e Baretto “importados” de São Paulo, finalmente um bom hotel na capital das Minas Gerais

Uma das maiores capitais do Brasil (que atrai hoje viajantes do mundo todo por conta de Inhotim), Belo Horizonte sofria com a falta de bons hotéis. {Veja todas as nossas fotos ao final da matéria.} O histórico Ourominas — hoje, afastado dos lugares mais legais da cidade — está datado, e a oferta de quartos estava restrita aos hotéis corporativos do bairro Savassi, esses de rede sem qualquer charme ou identidade. Mas, inaugurado em outubro de 2018, o Fasano Belo Horizonte se tornou não só o endereço oficial de brasileiros...


Awasi Iguazu: Nível de exclusividade, gastronomia e serviço sem precedentes em sua visita às Cataratas do Iguaçu

Para o viajante acostumado com o melhor, é quase sempre um desafio explorar algumas das paisagens naturais mais exuberantes do mundo, seja pela dificuldade de acesso, pela falta de fornecedores confiáveis (principalmente no quesito segurança), ou ainda, pela quantidade de turistas disputando espaço para selfies, o que sempre tira um pouco da beleza da paisagem. E, quando o assunto são as Cataratas do Iguaçu (ou Iguazu, em espanhol, já que estaremos do lado argentino do parque nacional), o mais espetacular conjunto de cataratas da...


Estancia Vik, José Ignacio: Um hotel-galeria em meio às paisagens bucólicas dos pampas (perfeito para desconectar), mas pertinho da praia

O Estancia Vik é um hotel solar (e, por isso, é uma pena que ele feche durante o inverno, mesmo com o rigor do frio na região; deve ser incrível se desconectar do mundo aqui no frio). É onde você vai poder experimentar a versão ultrachic  do estilo de vida dos pampas  (pense em tomar mate, andar a cavalo — caballos criollos —, observar pássaros), rodeado do melhor da arte uruguaia aplicada. E, apesar de estar a apenas dez minutos de carro da praia e dos paradores  de José Ignacio (com a possibilidade de utilizar as...


The Brando, Taiti e suas ilhas: Sem bangalôs sobre águas e piscinas infinitas, um dos melhores e mais caros hotéis do mundo é zero-ostentação

Apesar de não figurar nas últimas listas dos melhores do mundo, o resort all-inclusive The Brando, na Polinésia Francesa, possui todos os elementos do que se poderia considerar o melhor hotel do mundo (não tem igual, de verdade). Não conheço nenhuma outra propriedade no planeta que fique em um lugar não só paradisíaco — e fácil de chegar, são apenas 10 minutos de voo da ilha do Taiti — mas de natureza tão abundante, preservada e acessível (38 plantas autóctones, 167 espécies de peixes, uma coleção incrível de aves,...


Guanahani: O hotel mais completo de Saint-Barth (com a cartela de cores mais linda e o papel higiênico mais macio de todos os tempos)

Nenhum outro hotel em Saint-Barth possui DUAS praias privativas (entre as mais belas da ilha, partes de uma reserva natural), duas piscinas para os hóspedes (sem contar todas as outras privativas que fazem parte das villas  mais caras), dois restaurantes, spa  Clarins com piscina mais tranquila e direito a animal de estimação (o Oscar, uma iguana de 1,5 metro de comprimento), quadras de tênis, e 67 quartos e villas  decorados na mais bela cartela de cores da ilha — e talvez do Caribe (turquesa, amarelo, laranja, marinho e lavanda,...


Qual é a relação entre o Cipriani, o Harry’s Bar, o Harry Cipriani e o Cipriani Downtown?

Apesar de terem conquistado o mundo, a origem do império Cipriani — e também da rede de hotéis, trens e cruzeiros de luxo Orient-Express, hoje Belmond — é uma só: Veneza e o Harry’s Bar, inaugurado 1931 pelo commendatore  Giuseppe Cipriani. Bar simples, mítico, imperdível — e desde 2011, Patrimônio Histórico Nacional —, onde foram criados o carpaccio  e o bellini  (e que prepara um ótimo Dry Martini servido num copinho de shot, numa proporção super-dry  intitulada Montgomery com azeitonas à parte, e um ainda...


Cipriani: Dos hotéis míticos do mundo, o mais completo de Veneza (e um sonho de hotel)

Depois de me hospedar no Cipriani em Veneza e no Brenners Park em Baden Baden {leia nossa crítica completa, clicando aqui}, eu definitivamente vou precisar criar uma categoria hotéis-míticos-e-com-alma-que-sobreviveram-bem-ao-tempo. Distante na medida certa da confusão claustrofóbica das hordas de turistas em Veneza, o Cipriani é praticamente um oásis que ocupa a ponta da ilha de Giudecca, que dá de frente para San Marco (jantar no terraço de um dos restaurantes do hotel, o  Cip’s Club, com vista para tout Venise  é uma...


Hôtel de Crillon, um dos icônicos palaces de Paris, já tem data de reabertura

Construído a pedido do rei Louis XV, as janelas e as colunas imponentes do Crillon viram as cabeças do rei Louis XVI e de sua esposa, Marie-Antoinette, rolarem na Place de la Concorde em 1793. Ocupando uma parte dos dois edifícios com fachadas idênticas na Praça da Concórdia (a hoje Place de la Concorde, antigas Place de la Révolution e Place Louis XV; os nomes iam mudando conforme as mudanças políticas), o Crillon, inaugurado como hotel em 1909, é um dos mais antigos e luxuosos do mundo. E depois de quatro anos fechado para...


Nacional Gran Meliá Rio: O aguardado renascimento do icônico hotel projetado por Niemeyer

O hotel não está no nosso bairro preferido no Rio de Janeiro — Ipanema — mas alguns fatores fazem do Hotel Nacional Gran Meliá a melhor e mais bem vinda novidade hoteleira de 2016 no Rio de Janeiro (por conta das Olimpíadas, mais de TRINTA hotéis foram inaugurados só nesse ano; um acréscimo de mais de VINTE E CINCO MIL novos quartos de hotéis): 1. a arte (ocupa um edifício histórico e tombado projetado por Oscar Niemeyer, tem jardins assinados por Roberto Burle Marx e obras de importantes artistas brasileiros); 2. as vistas...


Hotéis-Palace: a distinção máxima da hotelaria francesa

Desde os anos 1960, a França usava um sistema de classificação de hotéis próprio, que ia de zero a “4 estrelas luxo”. Quando resolveu aderir à classificação internacional (a França era o único país do mundo que não utilizava a classificação de uma a cinco estrelas, o que confundia a cabeça dos viajantes), o país que inventou o luxo contemporâneo {clique aqui para saber um pouquinho mais sobre essa história} resolveu não só aderir às cinco estrelas mas também criar uma categoria acima dela. E, apesar do nome que evoca...


Ca’d’Oro 2.0: conquista para o centro de SP sem o glamour de outras épocas

O Ca'd'Oro (em dialeto veneziano “Casa de Ouro”), assim como o Hilton da Avenida Ipiranga (hoje fechado), foi um dos grandes hotéis de São Paulo e teve como hóspedes e habitués  presidentes e políticos brasileiros, a realeza europeia, artistas e intelectuais famosos mundialmente (enquanto o Hilton seguia o estilo americano de eficiência, o Ca’d’Oro sempre teve orgulho de sua classe europeia). Inaugurado como um pequeno hotel na Rua Basílio da Gama em 1956, depois de três anos de sucesso com o restaurante de mesmo nome, foi...


Le Meurice: Localização e gastronomia imbatíveis; mas e os quartos?

Existe uma distância estilística  não muito esperada entre o térreo do Meurice — com seus maravilhosos restaurantes e bar, alguns dos mais belos e elegantes da capital parisiense — e os andares acima, onde estão os quartos.  A sensação é a de que você está em dois hotéis diferentes, apesar de ter sido reaberto no ano 2000 depois de dois anos fechado para reforma. Se os salões deste hotel mítico, inaugurado em 1835 (ou seja, há quase duzentos anos), foram repaginados de forma muito bem sucedida por Philippe Starck,...


São Paulo, o melhor bairro e os melhores hotéis para ficar

São Paulo é a megalópole carente de bons hotéis bem localizados. Não dá para entender por que a maior e mais rica cidade da América do Sul, que movimenta bilhões de reais em turismo de negócios, Fórmula 1, shows  e grandes eventos, não conseguiu manter seus hotéis históricos — como o Rio tem o Copacabana Palace — nem atrair redes de hotéis de luxo como Mandarin Oriental, Ritz Carlton, Four Seasons, Park Hyatt (diferentemente de nossas vizinhas Buenos Aires e Santiago). Aí, das melhores opções da capital paulista...


Chineses desafiam o luxo parisiense

A relação entre o luxo francês e a China não é nova. Luís 14, o Rei Sol, já era apaixonado pelas lacas, sedas e porcelanas chinesas a ponto de construir para si e para a sua amante, a Marquesa de Montespan, o Trianon de Porcelaine, em Versailles. E até recentemente, a relação entre a elite francesa com os chineses ocorria apenas através do consumo de sua cultura, do exótico, com uma imagem extremamente negativa da política e do estilo de vida chinês atual. Mas quando os chineses conseguem se igualar — ou até superar —...


O Manifesto Simonde do Hotel Perfeito

Esse é o manifesto Simonde de hospedagem. Assim como sou apaixonado por aeroportos (faço questão de levar e buscar amigos e parentes só pra ter o pretexto), amo lobbies de hotel (e filmes que têm eles como cenários: de Morte em Veneza  a Lost in Traslation, passando por Week-End at the Waldorf, Grand Hotel e Uma Linda Mulher). É fascinante, nos lobbies de hotéis com localização central, observar pessoas de diferentes estilos, de todos os cantos do mundo, indo e vindo; homens e mulheres em papos de negócio, madames com seus...


Villa GRU

As salas “VIP” dos aeroportos internacionais de São Paulo e Rio estão cada vez mais lotadas (com todas parcerias, cartões de crédito, promoções), são antigas e/ou datadas, oferecem serviços limitados e apenas quem está viajando em business ou first têm acesso a elas. Inspirado no serviço de outros aeroportos do mundo, o GRU Airport — novo nome do Aeroporto Internacional de São Paulo — oferece agora a qualquer viajante que esteja voando para fora do Brasil (ou em conexão internacional) o Villa GRU: “a” sala VIP. A...


O Grande Hotel Budapeste

A primeira coisa que chama a atenção no filme são as proporções de tela que o diretor Wes Anderson escolheu para a exibição: 4:3 (ou 1,33:1), a “janela clássica” dos filmes 35 mm para retratar as cenas que se passam nos anos 1930; 1,85:1, usada nos cinemas americanos e ingleses a partir dos anos 1960 para as cenas de 1968; e 2,35:1, a “janela panorâmica” para as cenas que se passam em 1985 (a proporção widescreen padrão que o cinema usa hoje é de 2,39:1 ou 12:5). Apesar da decisão do diretor — que eu respeito —, o...


Anna Wintour boicota o Meurice

Depois que o sultão de Brunei, um dos homens mais ricos do mundo, implementou a sharia* no seu minúsculo estado do sudeste asiático encravado na Malásia (a lei entrou em vigor no dia 1 de maio de 2014), grandes nomes da moda e dos negócios decidiram boicotar alguns dos hotéis mais incríveis de Paris, Londres e Milão (Le Meurice, Plaza Athénée, The Dorchester, Principe di Savoia), que fazem parte da Dorchester Collection, da qual Hassanal Bolkiah, the sultan, é dono. E, depois de François Pinault (dono da Kering, aka Gucci,...


O quarto doublé

Minha irmã foi com marido e filhos visitar amigos em uma cidadezinha do interior japonês. Quando chegaram ao quarto do hotel, percebeu o odor de cigarro do quarto para fumantes e logo desceu para pedir outro. Como não havia nenhum outro quarto não-fumante disponível no momento, saíram para as visitas. Quando voltaram - o funcionário do hotel não falava inglês e eles tampouco estavam se entendendo em japonês -, o recepcionista lhe pediu a chave do quarto e deu uma outra. Ela ainda tentou explicar que precisava retirar suas coisas, sem...


Curtinhas dos palácios de Paris

-- O hotel Royal Monceau (aquele da Demolition Party ) acaba de se tornar o sexto palace  parisiense, entrando para o seleto grupo de hotéis de excelência (de l'excellence à la française, bien sûr ), título concedido pela agência de desenvolvimento turístico, a Atout France. Assim, segue a lista atualizada dos melhores hotéis de Paris: Meurice (Dorchester), Bristol (Oetker), Plaza-Athénée (Dorchester), Park Hyatt Paris-Vendôme (Hyatt), George V (Four Seasons) e, agora, o Royal Monceau (Raffles). -- Já o Plaza-Athénée faz...


WordPress Theme built by Shufflehound. Todos os direitos reservados. © 2018 - Simonde