• CONTINENTE

  • REGIÃO | ESTADO

  • CIDADE

  • ÉPOCA

  • PAÍS

Histórias de viagens

Como era voar no Concorde: A poltrona quase-econômica, o serviço primeira classe e a sensação de viajar no tempo

Foi um retrocesso para a aviação comercial. Eu tinha vinte anos, morava em Londres, ia regularmente para Nova York, e achava que os voos supersônicos existiriam para sempre. E já são de mais de quinze anos sem o Concorde. Foram apenas doze os aviões — British Airways com sete e a Air France com cinco — que, por 27 anos, encurtaram as distâncias do mundo. E, mesmo com toda a tecnologia do século 21, não há qualquer previsão ou perspectiva para a próxima década de que exista novamente um voo comercial na velocidade Mach 2 (ou...


O Uruguai visto através de seu brasão: O sol, a justiça, o Fuerte del Cerro, o cavalo e a vaca

Cada país tem sua bandeira e seu brasão de armas (escudo de armas, em espanhol), com os emblemas e os símbolos representativos da nação. No caso do Uruguai, o brasão que faz referência à balança da justiça, ao forte del Cerro  em Montevideo, à força dos cavalos e à abundância do gado, tudo sob a proteção calorosa do sol, não poderia ser melhor retrato da realidade do país. A balança da justiça e da igualdade ficou evidente nas ruas. Apesar da riqueza ostentada em Punta del Este, o Uruguai não é um país...


Países desenvolvidos podem ser bem irritantes

Eu sou a pessoa mais calma, paciente e educada do mundo; e, em viagens, sempre tento me adaptar observando as regras de comportamento da cultura local. Mas se tem uma coisa que pode irritar não só a mim, mas a brasileiros — e nativos de outros países considerados “bagunçados” — em geral é essa extrema organização dos países desenvolvidos. A gente adora enaltecer as qualidades dos países onde tudo funciona; onde as pessoas são educadas, os serviços eficientes. Mas essas características influenciam — ou são...


A excelência Varig ainda voa os nossos céus

Era uma manhã movimentada no Aeroporto de Porto Alegre. Entre filas e bocejos, centenas de pessoas embarcavam para os mais diferentes destinos do Brasil, e quem diria, do mundo! O majestoso Salgado Filho ainda parece tímido ao exibir alguns voos que, aos poucos, colocam a capital gaúcha no mapa das rotas internacionais: Lisboa, Lima, Buenos Aires, Miami e Cidade do Panamá, destinos que se misturam nos placares informativos com Santa Maria, Chapecó, Joinville e várias capitais brasileiras incluindo meu destino naquela manhã:...


O quarto doublé

Minha irmã foi com marido e filhos visitar amigos em uma cidadezinha do interior japonês. Quando chegaram ao quarto do hotel, percebeu o odor de cigarro do quarto para fumantes e logo desceu para pedir outro. Como não havia nenhum outro quarto não-fumante disponível no momento, saíram para as visitas. Quando voltaram - o funcionário do hotel não falava inglês e eles tampouco estavam se entendendo em japonês -, o recepcionista lhe pediu a chave do quarto e deu uma outra. Ela ainda tentou explicar que precisava retirar suas coisas, sem...


WordPress Theme built by Shufflehound. Todos os direitos reservados. © 2018 - Simonde