• CONTINENTE

  • PAÍS

  • CIDADE

  • ESTILO

  • REGIÃO | ESTADO

  • BAIRRO

  • NÍVEL DE PREÇO

  • CARACTERÍSTICAS

  • ÉPOCA

Cafés | Casas de chá

Bruxelas: Os melhores cafés, chocolate e speculoos em um passeio pela cultura e a arquitetura da mais subestimada capital da Europa

O Café Capitale, daqueles cafés que nos convidam a visitas diárias em Bruxelas, tem duas unidades: uma no aristocrático bairro de Sablon e outra próxima à Grand Place. Imagem: Shoichi Iwashita Em Bruxelas nasceram alguns dos meus artistas preferidos: do cantor poeta Jacques Brel ao genial Stromae, a coreógrafa Anne Teresa de Keersmaeker, os estilistas Olivier Theyskens e Diane von Fürstenberg. Um ídolo da dança, o coreógrafo francês Maurice Béjart, escolheu Bruxelas para fundar sua escola, a Mudras, que funcionou — e...


O guia definitivo dos melhores cafés de São Paulo, a cidade que se tornou o que é graças a esses bagos vermelhos e amarelos

São Paulo não seria a maior e mais rica cidade da América do Sul se não fosse por essa bebida-nossa-de-cada-dia: o café. Foram os lucros com a plantação e exportação dos grãos de café cru para o mundo que financiaram as estradas de ferro, a imigração, a industrialização e a fortuna de muitas famílias. E é supreendente imaginar que, apesar dessa história de mais de 150 anos, só bem recentemente passamos a ter acesso aos melhores grão de café: todos brasileiros e 100% arábica (são mais de 50 variedades de arábica, mas...


Bobsled, yoga em uma cratera, cafés charmosos, cinema, o melhor spa, os bares: As muitas atividades em Park City além do ski

Snowshoeing depois da prática de yoga em uma cratera geotermal milenar é uma das atividades oferecidas pela Park City Yoga Adventures. Imagem: Shoichi Iwashita Além da história fascinante, arquitetura centenária, boa oferta de hotéis e da qualidade da neve (powder-fofíssima na maior parte do tempo), em Park City você encontra não só restaurantes gastronômicos, comidinhas orgânicas-vegetarianas e cafés do jeito que a gente gosta mas também atividades que nenhuma outra estação de esqui no mundo oferece. Na matéria de hoje,...


Padoca do Maní: Café da manhã o dia todo, e pães e bolos e sucos e comidinhas do jeito que a gente gosta

Com apenas 24 lugares sentados, é bem prudente evitar os fins de semana pela manhã, a não ser que você não  acorde com fome e não  se importe em ficar esperando trinta minutos ou uma hora por uma mesa, em pé, na calçada, sem lista de espera. Durante a semana, para tomar café da manhã de manhã  (quando os restaurantes da Joaquim Antunes ainda estão fechados para almoço e os manobristas ainda não estão trabalhando), também vai ter problema para parar o carro: a Padoca do Maní não tem serviço de manobrista, não tem...


Princi Londres, o espírito de Milão – com pizza e espresso – no coração do SoHo

A Princi do SoHo londrino (única filial da rede fora de Milão) segue a mesma identidade da Princi da Piazza XXV Aprile antes da reforma de 2014, assinada pelo arquiteto Claudio Silvestrin (que projetou dezenas de lojas Giorgio Armani pelo mundo e é colaborador da Boffi), e que fez a fama da padaria mais saborosa, contemporânea e elegante da Itália: pedras em tons de bege e cinza não polidas, a disposição dos pães em aberturas retangulares na parede, os totens de pedra para apoio, poltronas de couro, o staff  todo italiano (simpático...


Princi XXV Aprile, padaria chic num dos lugares mais alla moda de Milão

Na recém-revitalizada e gastronômica Piazza XXV Aprile (piazza venticinque aprile ), onde ficam de forma simétrica o arco neoclássico Porta Garibaldi e a Eataly de Milão (a praça ficou anos em reforma para a construção de um estacionamento subterrâneo), e também a alguns passos da 10 Corso Como (loja que a gente ama), está a Princi, a padaria elegante e italianíssima, com cinco lojas em Milão e uma no SoHo londrino, que todo mundo gostaria de ter como vizinho de casa (assim como a praça, a Princi da Piazza também foi repaginada...


Isso É Café, fazenda centenária, café moderno

Não temos o melhor café do mundo, mas temos cafés muito bons. E o legal do Brasil — e de São Paulo, um dos estados produtores de bom café no país — é que aqui você pode provar a bebida em estabelecimentos que, eles mesmos, plantam, colhem, selecionam, torram e entregam os grãos ou a bebida na xícara, direto nas suas mãos, sem intermediários. E, dos bons cafés paulistanos, você consegue ter essa experiência no Octavio e no Isso É Café. {para ver o nosso Guia Definitivo dos Melhores Cafés de São Paulo, clique aqui}. Já...


Coffee Lab, café levado a sério

Assim como o Suplicy e o Octavio Café, o Coffee Lab é uma central do café: um lugar onde se torra, se mói e se extrai — através de vários métodos: espresso, coado, aeropress — o melhor dos grãos na forma desse líquido preto que a gente ama. Mas, vai além: é uma escola de baristas (todos os atendentes o são e conseguem esclarecer suas dúvidas) e é único lugar de São Paulo que, além de degustar, te convida a aprender mais sobre café. São doze rituais, custando entre R$ 11 e R$ 13, em que você pode comparar, lado a...


O café da manhã perfeito

Quando o assunto é café da manhã, não há nada mais incrível no mundo  que nossos queridos chapeiros, personagens centrais das padarias paulistanas, essas instituições facilmente encontradas em cada esquina. Junto com gigantesca oferta de ingredientes, eles são rápidos e acessíveis, montam o sanduíche do jeito que a gente quiser (mais ou menos queijo ou manteiga, tomates cortados fininhos, “pode muçarela em vez de queijo prato?”, eu sempre pregunto), e junto com os sucos e vitaminas (o leite pode ser integral ou desnatado,...


Maison Bertaux

A Maison Bertaux é uma instituição, tem o melhor chá da região (feito comme il faut ) e é um dos lugares mais peculiares do SoHo. Fundada há mais de 130 anos (em 1871) e oferecendo o que há de melhor na arte pâtissière  francesa, ela pode ser um pouco desafiadora para os iniciantes (ainda mais quando, algumas vezes, o serviço se mostra beeeem parisiense, if you know what I mean ). Mas, nós damos as dicas: Chegando à Bertaux, você já vai se deparar com a vitrine repleta com a mais tradicional pâtisserie  francesa, além de...


Café des Fleurs

Nada mais delicioso que um papo de fim de tarde com um bom bolo com café ou chá. O Café des Fleurs, que fica numa rua tranquila e arborizada do Campo Belo, é daqueles lugares pequenos e charmosos com uma boa curadoria de produtos. O café pode ser o já conhecido Illy ou o Orfeu (um mineirin bastante premiado, mais forte que o Illy), os chás são da Tee Geschwendner e os bolos são a melhor parte: altos, molhadinhos e bem recheados. E, apesar de o cardápio ser extenso (com sanduíches, omeletes, crepes), fique apenas com os doces e as...


Chá da tarde no Palm Court do Ritz

No lindo, barroco e antiquado Palm Court do Hotel Ritz, no coração de Piccadilly, a gente esperaria encontrar ladies com espartilhos, chapéus grandes e enfeitados, e elaborados vestidos Worth; homens de casaca e cartola; e a fina flor da aristocracia britânica do começo do século 20, quando o hotel foi inaugurado (alguns anos depois de César Ritz ter aberto o hotel de mesmo nome na Place Vendôme). Mas, o que se vê são turistas de outras partes da Inglaterra (que tem o afternoon tea do Ritz como um dos programas obrigatórios quando...


Cafe Sabarsky, um pedacinho de Viena no Museum Mile

Na Quinta Avenida, no Museum Mile, entre o Metropolitan Museum e o Guggenheim (a três quadras de cada um) está um dos museus mais elegantes e únicos do mundo: a Neue Galerie, com uma coleção focada nas artes e design  alemão e austríaco do início do século 20, que pertence ao herdeiro da Estée Lauder, Ronald Lauder. Dentro da Neue Galerie, e inspirado nos grandes cafés de Viena, está o Cafe Sabarsky, o lugar perfeito para um café da manhã, almoço, chá da tarde com bolo ou early dinner, pré ou pós-peregrinação nos...


Mandíbula

As comidinhas do Ramona, os livros da Biblioteca Mário de Andrade, as festas no Grand Metrópole, a cervejinha na praça no Paribar, os drinques-com-vista no Terraço Itália e, agora, o Mandíbula, colocam definitivamente esse quarteirão da Avenida São Luís — e, particularmente a Praça Dom José Gaspar — no nosso mapa. No segundo andar da Galeria Metrópole, o Mandíbula (adoro esse nome) é um espaço que mistura café (sempre filtrado ou na prensa #noespresso), bar (cervejas e drinques) e uma bela coleção de vinis, à venda...


WordPress Theme built by Shufflehound. Todos os direitos reservados. © 2018 - Simonde