Quando pensamos em Chile, vêm sempre à mente a capital e os extremos climáticos: Santiago, deserto ou gelo.

Mas na verde região de Araucanía, entre várias reservas e parques nacionais, quatro vulcões ativos (incluindo o Villarrica, o mais ativo de todo o Chile), três lagos enormes (e lindos), estação de esqui (estamos a 30 minutos de Pucón), estações de águas termais, índios mapuche, huasos (cowboys) e araucárias milenares, o hotel &Beyond Vira Vira oferece não só uma experiência distinta das outras célebres paisagens chilenas mas uma extremamente autêntica.

PRIMEIRO LODGE &BEYOND FORA DA ÁFRICA ESTÁ NO CHILE E ESTÁ AGORA REPLETO DE ATIVIDADES

A rede &Beyond, famosa por suas 29 propriedades de luxo especializada em safáris e experiências na África, assumiu a hacienda no ano de 2018. E o Vira Vira, essa belíssima propriedade de 22 hectares à beira do rio Liucura, aberto originalmente em 2014 e que seguia o estilo hotel-fazenda, passa, sob a nova bandeira, a ter mais foco e estrutura para atividades de exploração e aventura em toda a região.

Por isso, não se preocupe com o fato de o hotel não ter televisão, piscina ou academia (mas, calma, tem wi-fi, e funciona bem; e com tanto espaço, uma piscina também não seria nada mal). Porque, no lugar, você tem o passeio de helicóptero que passa praticamente sobre a cratera do vulcão Villarrica (dependendo do dia dá até para ver a lava; e esse era o nome da cidade que os espanhóis fundaram aqui em 1552, mas eles foram sepultados em uma das erupções do vulcão ainda no século 16); trekkings ou mountain biking em florestas milenares (tem uma com araucárias gigantes de mais de 1800 anos), passando por lagos e cachoeiras de mais de 50 metros de altura; rafting e caiaque pelos muitos — e frios — rios da região (stand-up-paddle só para corajosos, até no verão); aulas diárias de yoga; e uma cavalgada no meio da mata fechada que vai te fazer sentir como um desbravador de séculos passados, com direito a uma vista incrível no topo da montanha. Ainda dá para esquiar ou fazer snowboard em Pucón (as pistas ficam na encosta do vulcão Villarrica) entre julho e setembro. E, no quarto, aproveite para ouvir os sons do vento, do rio, dos pássaros…

O melhor é que, tirando o voo com helicóptero, todos os passeios estão inclusos no valor da diária se você optar pela estadia Full Experience (que inclui também os transfers a partir de três noites), com direito a excelentes guias e transporte do próprio hotel, ingressos e equipamentos para os passeios, e piqueniques com comidinhas preparadas pelo chef do &Beyond Vira Vira com ingredientes orgânicos montados lindamente pelos guias no meio do mato (eles têm até um equipamento que faz espresso através de uma bombinha de pressão!).

Você não se preocupa com nada, basta decidir o que quer fazer e aparecer no lobby — importante: vestindo roupas e sapatos apropriados para o passeio (leia mais abaixo) — no horário combinado. (Dá ainda para solicitar que eles já deixem um dos dois ofuro à beira do rio preparados para você relaxar quando chegar, com água quentinha, toalhas, drinques e a linda vista para o rio, as árvores e as montanhas.)

GASTRONOMIA DE EXCELÊNCIA E SUSTENTÁVEL DO JEITO QUE A GENTE AMA

O &Beyond Vira Vira faz parte da associação Relais & Châteaux, junto com apenas mais três propriedades em todo o Chile, o que já significa elegância e atenção especial para a gastronomia.

Mas, mesmo assim, eu não esperava comer, longe da capital e no meio do mato, melhor que em muitos dos considerados melhores restaurantes de São Paulo e até melhor que em alguns outros hotéis Relais & Châteaux da França (repito: da França). E, optando pela tarifa Full, tudo estará incluso: não só as refeições como também vinhos locais (alguns orgânicos e biodinâmicos) harmonizados com os pratos. (A outra opção, Half Board, incluem apenas o café da manhã e o jantar; e nenhuma atividade.)

Sem falar que eles têm uma preocupação enorme com a sustentabilidade e estão totalmente preparados para receber hóspedes vegetarianos, veganos e com restrições, o que faz com que a gente os ame ainda mais.

As hortas orgânicas do hotel, supervisionadas pelo chef Damian Dupoy, suprem 80% das necessidades da cozinha (ou seja, todas as folhas e verduras que você vai comer estão livres de veneno); os peixes são comprados pelo próprio chef em Valdivia, uma cidade próxima à costa (e como são deliciosos os peixes e frutos do mar do Pacífico); e eles ainda têm uma queijaria, onde são produzidos artesanalmente gruyère, camembert, parmesão, chèvres e queijos semiduros com leites vindos da fazenda vizinha (todos felizmente disponíveis no café da manhã e nos pratos da cozinha). Que hotel no mundo tem sua própria fábrica de queijos?

E a preocupação com o meio ambiente vai além: eles têm uma pequena estação de tratamento de água com e sem gás e esterilização de garrafas de vidro (não há garrafinhas de plástico nos quartos); o hotel faz todo o tratamento do lixo gerado na propriedade; os sucos e drinques são servidos com canudos de metal… A única coisa que eles deveriam rever é o uso das amenidades em embalagens plásticas tamanho mini. Muitos hotéis de luxo no mundo, como o Uxua e o The Brando, já aboliram esse formato e têm utilizado embalagens grandes (em cerâmica, em vidro ou mesmo em plástico, mas reutilizável) para abrigar os itens de banho de forma a gerar menos lixo plástico-de-uso-único.

ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA SEM ESQUECER AS ORIGENS

O hotel é todo lindo na arquitetura, no paisagismo, na decoração, com tudo — chão, paredes, teto — revestido de lenga, uma madeira típica que só é encontrada nessa região do Chile, chão aquecido e belíssimos exemplares de artesanato local (as mantas de lã e a maneira como elas são arrumadas sobre as camas foram das coisas mais lindas que já vi em hotéis; veja foto ao fim da matéria).

No prédio principal, com grandes janelas que dão para um lago artificial, estão o lobby, o restaurante, o bar e a sala de yoga, e seis quartos espaçosos (as suites, com, no mínimo, 35 metros quadrados, e todas com terraço). Mas é em uma das 12 villas com vista e acesso para o rio Liucura onde você vai ter a experiência mais incrível (com uma diferença de preço de US$ 300 por pessoa e por dia em relação aos quartos).

Com 75 metros quadrados, as villas possuem sala com lareira; banheira (até o banheiro é todo revestido em madeira); ducha e sanitário separados; e ainda uma área de banho ao ar livre. Tudo — do sofá, da cama, da banheira — com vista o rio e para o mato. E o hotel é tão privativo que, apesar de não haver separação entre as casas, dá tranquilamente para aproveitar o banho e a natureza e o céu estrelado do jeito que você veio ao mundo. {Veja mais comentários nas descrições das fotos do álbum ao fim da matéria.}

COMO CHEGAR, QUANDO IR, QUANTO CUSTA E O QUE LEVAR PARA O &BEYOND VIRA VIRA

A viagem de carro entre Santiago e o &Beyond Vira Vira pode levar quase nove horas. Por isso, a maneira mais confortável é pegar, de Santiago SCL, um voo até Temuco ZCO, a capital da região de Araucanía, e agendar o transfer, que dura entre o aeroporto e o hotel 1h40 (para estadias de três noites ou mais no formato Full Experience, os trajetos de ida e volta estão inclusos).

Você será recebido por uma elegante e confortável van, com água em garrafas de vidro do próprio hotel, maçã, saquinho com grãos e frutas secas, além de uma infusão quentinha de laranja, mel e ervas. Na paisagem da viagem, muitas plantações de avelã, canola, pastos de gado e ovelhas.

Como é uma região onde chove muito e os passeios são todos ao ar livre, leve na mala roupas, botas e mochilas impermeáveis. Assim você consegue aproveitar tudo sem se sentir desconfortável por estar com roupas inadequadas (e sem ficar doente).

E dá para ir o ano todo, aproveitando atividades diferentes de acordo com a estação do ano. Nos meses mais quentes, de dezembro a março (mas ainda assim com a água bem fria), chove menos, e você pode aproveitar melhor as paisagens (só atente-se para o tempo do transfer: como o lago Villarrica é como uma praia para os chilenos, o trajeto de uma hora pode chegar a quatro horas por conta do excesso de carros). No inverno do hemisfério sul, você pode esquiar.

Para uma estadia de três noites no esquema Full Experience na villa com 75 metros quadrados, com os transfers e todas as refeições e passeios inclusos, entre março e dezembro (excluindo o período de festas), calcule R$ 25.300 (US$ 990 x 2 pessoas x 3 dias + US$ 379 de 6,38% de IOF do cartão de crédito x R$ 4 cotação dólar). E nos meses de abril-maio e setembro-outubro, ficando três noites você ganha a quarta.

RESERVAS:

{Faça a sua reserva para o &Beyond Vira Vira, clicando aqui}

LEIA TAMBÉM:

— Awasi Iguazu: Nível de exclusividade, gastronomia e serviço sem precedentes em sua visita às Cataratas do Iguaçu

— Uxua: O hotel invisível por fora, sem portas e sem chaves, que é uma das experiências mais autênticas de Trancoso e do mundo

— Três restaurantes biô em Paris – aqui, sinônimo de saudável, orgânico e sexy – para frequentar

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

Chegando à van, já nos são dados água, fruta e snacks preparados pelo chef do hotel. Imagem: Shoichi Iwashita

No caminho do hotel, passamos pelo lago Villarrica, um dos três grandes lagos da região. Imagem: Shoichi Iwashita

Fazendo aquele passeio de reconhecimento do hotel, com seus jardins lindos…

… mas ainda com traços selvagens. Imagem: Shoichi Iwashita

No prédio principal estão o lobby, o restaurante, o bar, a sala de yoga e seis suites. Imagem: Shoichi Iwashita

Na fábrica de queijos do hotel, condições perfeitas e controladas para a produção e maturação dessas delícias. Imagem: Shoichi Iwashita

A cama com as luminárias Tolomeu que eu amo (atrás da cabeceira fica a mesa de trabalho), tudo virado para as grandes janelas com vista para o rio. Imagem: Shoichi Iwashita

Lindas mantas produzidas por artesãos locais. Imagem: Shoichi Iwashita

Na saleta, lareira, água em garrafas de vidro e só materiais naturais. Imagem: Shoichi Iwashita

Depois das atividades, sempre tem uma surpresinha esperando por nós no quarto. Imagem: Shoichi Iwashita

Banheira também com vista. Imagem: Shoichi Iwashita

Nas villas, ducha e sanitário ficam separados do banheiro. Um charme essa bolsa que guarda o papel higiênico. Imagem: Shoichi Iwashita

Indo da villa para um dos dois ofuro do &Beyond Vira Vira. Imagem: Shoichi Iwashita

Que fica em uma das extremidades do hotel, à beira do rio e com total privacidade. Se o céu estiver sem nuvens, reserve para usar à noite. Imagem: Shoichi Iwashita

A sala de yoga com tudo o que se precisa. Imagem: Shoichi Iwashita

O mais lindo omelete de café da manhã da vida.

Comida 100% orgânica, colorida, sustentável. Que lindo estar em um hotel assim. Imagem: Shoichi Iwashita

O &Beyond Vira Vira atende lindamente também os hóspedes vegetarianos e veganos. Imagem: Shoichi Iwashita

Além dos passeios de natureza, essa foi a atividade mais linda, a que valeu a viagem: passar duas horas conversando com os índios mapuche, fazendo farinha, assando pão nas cinzas, tomando café e escutando sobre sua cultura e história. Imagem: Shoichi Iwashita

Os instrumentos com os quais eles tocam as canções para as festividades e plantações. Imagem: Shoichi Iwashita