Junto com a carta de boas vindas, o que te espera no quarto, em vez de vinho ou champagne, é uma garrafinha da Astra, a cerveja de Hamburgo, que tem uma âncora como símbolo. O porto e as navegações foram as principais inspirações para a concepção do 25 hours Hotel HafenCity. Nem a vista para o pântano, que fica entre o hotel e o rio Elba, nem a ausência de banheiras nos quartos, academia e room service  tiram o brilho deste hotel hipster-chic  (o décor  é industrial, mas não ocupou um prédio antigo e abandonado, já que foi impecavelmente construído para parecer  industrial). Você vai ter bicicletas (com nomes como Ida, Jette, Hans, Klaus), capas e guarda-chuvas à sua disposição, sem custo, para percorrer a cidade (lembre-se: em Hamburgo pode chover a qualquer hora); vai ter contêiner convertido em sala de reunião onde você pode assistir ao jogo de futebol tomando cerveja; salas de convivência no primeiro andar com iMacs, Atari e vinis (e uma cabine telefônica com Skype e móveis design vintage ), quartos projetados como se fossem cabines de navio com malas-baú que servem como mesa de trabalho; sem falar que eles têm uma parceria incrível com os carros Mini e você pode reservar, por quatro horas, de graça, um deles para passear. Ou seja, hipster level 10E o wi-fi  é bom e gratuito, do jeito que a gente gosta.

No topo do hotel, e com vista para o rio, está a sauna seca (que também fica dentro de um contêiner) que, para usar, você paga € 10 por toda a sua estadia e ainda ganha um saco com roupão, chinelos e toalha (mas troque-se no seu quarto, pois lá não tem vestiário, apenas um banheiro). Além das duchas e de algumas espreguiçadeiras para relaxar, você tem água, frutas e cervejas Astra à vontade (é duplamente relaxante tomar cerveja e fazer sauna ao mesmo tempo). E, apesar de ser um terraço, aberto para o mundo, e de não ter vestiário ou qualquer restrição para entrar, não se espante se você se deparar com um homem pelado utilizando as dependências. Você está na Alemanha, aproveite e fique pelado também.

Hospedar-se no 25hours também é uma experiência arquitetônica; uma excelente maneira de sentir o que é viver em HafenCity, esse projeto ambiciosíssimo e quase utópico — mas que está se tornando realidade — de se criar um novo bairro que terá aumentado em 40% o centro da cidade quando ele estiver concluído, provavelmente em 2030, SEM shopping centers , feito com carinho para pedestres e repleto de edifícios assinados por uma constelação de arquitetos internacionais: Rem Koolhas, Herzog & de Meuron (Elbphilarmonie), Henning Larsen (Die Spiegel), Behnisch Architekten (Unilever). E são inúmeros os prédios lindos por toda a região.

O hotel que fica no meio dos edifícios-armazém de Speicherstadt (onde está o Miniatur Wunderland; dá pra ir a pé ou de bike) e em frente a um dos dois Cruise Centers  da cidade (onde aportam os navios de turistas que vêm passar algumas horas na cidade; no boletim diário do hotel eles informam quais navios serão a vista do dia a partir do seu quarto), fica ao lado do Maritimes Museum, um dos passeios imperdíveis em Hamburgo, e praticamente em frente à estação de metrô — quase deserta — Überseequartier, uma das mais lindas e modernas que você terá visto no mundo. Basta atravessar a rua e encontrar um elevador que surge do nada, ainda no meio de um cenário abandonado, na superfície da rua. É pegá-lo e já descer na linda plataforma do metrô, sem escalas. O metrô da linha U4 te leva em dez minutos para Jungfernstieg, onde estão lojas de luxo, restaurantes e o lago Binnenalster, e para o Hauptbahnhof Nord, de onde você chega ao museu de arte (o Hamburg Kunsthalle) e Saint Georg, um dos nossos bairros favoritos.

E CONFIRA O NOSSO GUIA COMPLETO DE HAMBURGO:
Hamburgo: os 15 passeios essenciais
Hamburgo, uma introdução
Hamburgo: informações práticas
Hamburgo: Hospedagem
Passeio imperdível: Miniatur Wunderland

25hours-hotel-hafencity-hamburg-1O globo que fica sobre a estação de trabalho/frigobar. Imagem: Shoichi Iwashita 25hours-hotel-hafencity-hamburg-2Os quartos são pensados como cabines de navio. Imagem: Shoichi Iwashita 25hours-hotel-hafencity-hamburg-3Detalhe da mala-baú nos quartos, que é transformada em uma não-muito-confortável mesa de trabalho. Imagem: Stephan Lemke for 25hours Hotels 25hours-hotel-hafencity-hamburg-4A vista dos quartos não é das mais lindas, pelo menos por enquanto, por causa de um pântano entre o hotel e o Rio Elba. Imagem: Higor Secco 25hours-hotel-hafencity-hamburg-5Detalhe do banheiro do nosso quarto. Imagem: Shoichi Iwashita 25hours-hotel-hafencity-hamburg-6Comfort food no restaurante do hotel, creme de aspargos (estava na época) delicioso e pãozinho. Imagem: Shoichi Iwashita 25hours-hotel-hafencity-hamburg-7O restaurante do hotel, o Heimat Küche + Bar, onde também é servido o café da manhã. Os próprios hamburgueses frequentam o Heimat para um drinque. Os tapetes, que servem como bancos, são uma referência ao bairro, que por séculos — e até hoje —, serve de depósito para tapetes orientais. Imagem: Stephan Lemke for 25hours Hotels 25hours-hotel-hafencity-hamburg-8O espaçoso e aconchegante Club Room, no primeiro andar do hotel, com vários ambientes, incluindo uma sala de vinis e uma mesa enorme com iMacs com monitores grandes (lá no fundo, à esquerda). Imagem: Stephan Lemke for 25hours Hotels 25hours-hotel-hafencity-hamburg-9A sauna seca que fica no topo do hotel com vista para o Cruise Center. Todos os dias tem um navio diferente — ou dois — atracado. Imagem: Stephan Lemke for 25hours Hotels 25hours-hotel-hafencity-hamburg-10A vista do hotel da estação de metrô da linha U4 Überseequartier. 25hours-hotel-hafencity-hamburg-11As escadas da estação de metrô Überseequartier. Mas se você pegar o elevador na rua, você já sai direto no andar da plataforma. Imagem: Shoichi Iwashita 25hours-hotel-hafencity-hamburg-12A linda e quase sempre deserta estação de metrô Überseequartier, a 50 metros do hotel. Imagem: Shoichi