A Simonde está em viagem: Paris e Provence

Hoje estou embarcando na Premium Economy do Boeing 777-300 da Air France para a Provence, atrás da luz, dos aromas e das cores que encantaram os pintores impressionistas Van Gogh, Picasso e Cézanne; do lilás dos campos de lavanda, do ocre da argila colorida pelo óxido de ferro, do rosé  típico dos vinhos da região. No roteiro, muito sol, hotéis Relais & Châteaux, cidades com heranças medievais, festival de música lírica e uma escala em Paris num hotel-palácio para as comidinhas, os pães e os doces de sempre. Para acompanhar...


Teatro Kabuki, luxo e drama para o povo há 400 anos

“O povão gosta de luxo, quem gosta de miséria é intelectual.” Essa frase do maranhense que fez história no carnaval carioca, Joãosinho Trinta, não poderia descrever melhor a diferença entre os teatros clássicos japoneses, o no e o kabuki. Enquanto o no — que vem praticamente inalterado desde o século 14 — é sóbrio, filosófico, sutil e sempre serviu de entretenimento para a aristocracia (a família imperial, os shogun — os governantes de facto  do Japão do século 12 ao século 19 — e os daimyo, os senhores...


Saint-Martin: O que fazer e os passeios – e as praias! – essenciais

Saint-Martin não é uma ilha pequena: são 35 praias, uma reserva natural e DOIS PAÍSES neste pedaço de terra entre o Mar do Caribe e o Oceano Atlântico que, tendo o turismo como principal atividade econômica, conta com ótima infraestrutura: aeroporto internacional com voos diretos de e para os Estados Unidos e a Europa, ótimos restaurantes, lojas de vinhos excelentes (duty free ) e atividades variadas. Só poderia ter mais opções de bons hotéis: em toda a ilha, só tem um cinco estrelas, o La Samanna {leia a crítica completa do...


O amar que torna feliz

Porque é o meu  amor que enche meu coração. Quando dois se amam, cada coração se enche com seu próprio amor, um pelo outro. É impossível saber, é impossível sentir o que o outro sente. Um pode demonstrar amor, sem sentir, mentir. E amar sem nunca demonstrar, te...


As instituições culturais de SP que você precisa conhecer e frequentar

São Paulo, assim como outras importantes cidades do Hemisfério Sul, não tem grandes museus ou uma programação cultural à altura de cidades como Nova York, Paris e Londres. E é provável que muitas das coisas que você veja aqui, você já tenha visto lá fora, e em escala bem menor. Mas, muito foi feito nos últimos vinte e cinco anos para fomentar a cultura na cidade. Desde maiores investimentos para o cinema e teatro, reformas de museus e prédios antigos e a brava tentativa de trazer para o país companhias de dança, orquestras e...


Eurostar, um guia completo (e por que você deve chegar cedo à estação)

Sair do centro  de Londres e chegar ao centro  de Paris em exatas duas horas e dezesseis minutos, sem ter de se deslocar um monte na ida e na chegada (os aeroportos ficam afastados das cidades); sem ter de lidar com todos os desafios dos aeroportos (segurança, longas caminhadas até o portão, esperar as malas na esteira); sem ter de se preocupar com o peso da mala (nos voos intra-europa a franquia de bagagem é de 1 mala com 23 kg e nos trens você pode levar até duas malas, sem limite de peso, desde que o lado maior não meça mais que...


Borough Market, mercado milenar renascido nos anos 1990

Londres é dividida em 33 boroughs  e, traduzindo literalmente, Borough Market seria o “mercado do distrito”  de Southwark, onde está instalado há mil anos, quando Londres só estava do outro lado  do Tâmisa e a única forma de acesso “à City”  era pela London Bridge (não só da cidade de Southwark para Londres, mas como de todo o sul da Inglaterra para lá e para o norte). Mas o que a gente vê deste imperdível mercado — o mais antigo da Swingin' London — instalado debaixo dos trilhos suspensos do metrô — também o...


Um Bonde Chamado Desejo; outro chamado Cemitérios

Decadente e atormentada, sim. Mas Blanche DuBois não é uma patricinha bonita e surtada que vive no mundo fantasia. É uma menina bem nascida — era “meiga e confiante”, nas palavras da irmã — que não suportou o suicídio do marido, seu primeiro e único amor (“era como se uma luz ofuscante iluminasse o que sempre havia estado nas sombras”; “tudo o que eu sabia é que eu não consegui ajudá-lo com os problemas dos quais ele não conseguia falar” ), e que, após a tragédia, encontrou no sexo com muitos parceiros num...


WordPress Theme built by Shufflehound. Todos os direitos reservados. © 2018 - Simonde